ASSESSORIA DE IMPRENSA E AS MÍDIAS SOCIAS

“Se eu estivesse quebrado e com meus últimos dólares, eu gastaria com assessoria de imprensa.” – Bill Gates

O impacto das redes sociais na prática da assessoria de imprensa mudou o  relacionamento assessor-jornalista e a elaboração do press release. Atravessamos uma fase de adaptação da assessoria de imprensa às potencialidades de alcance das novas mídias, e a maior parte dos profissionais considera as redes sociais como mecanismos facilitadores na promoção das notícias, justamente pelo alcance e segmentação que podem ser definidos para cada cliente.

Se há uns anos era difícil ter acesso a dados de órgãos públicos e independentes que recolhiam, analisavam e estudavam os vários comportamentos de uma sociedade, na década de 90 nasceu uma imensidão de bases de dados, newsgroups e outras fontes de informação documental na internet.

A democratização do acesso à internet e a consequente proliferação das redes sociais, na primeira década deste século, alterou ainda mais a circulação da informação no espaço público, e até mesmo a forma como os cidadãos começaram a relacionar-se com o conteúdo das notícias.

pexels-photo-267350

O cidadão começou a envolver-se no jornalismo, não só através de blogs, mas principalmente em grupos de notícias, fóruns, salas de conversação, sistemas de publicação de colaboração e redes peer-to-peer e aplicações como mensagens instantâneas.

Nasceu assim o jornalismo participativo, no qual qualquer cidadão sem formação jornalística tem a possibilidade de integrar, de forma ativa, o processo noticioso, recolhendo dados, selecionando informações e disseminando notícias. O sistema mediático tornou-se mais fluido, mas os jornalistas continuaram a ser mediadores e facilitadores de informação.

O sucesso das redes sociais, principalmente do Facebook e do Twitter, também vulgarizou o acesso à informação e potenciou o jornalismo líquido , provocando um forte abalo no paradigma do jornalismo enquanto instituição mediadora. Importa esclarecer que por ‘líquido’ se entende um jornalismo em que os fluxos noticiosos circulam sem fronteiras ou regras estáveis, fugindo assim aos filtros jornalísticos das redações tradicionais e aos seus mecanismos de intermediação com a sociedade.

Mas a expansão desta rede global trouxe também outros sinais positivos, designadamente no que respeita a uma maior equidade no tratamento noticioso e na seleção das fontes.

A assessoria de imprensa e as redes sociais

Com a adesão dos jornalistas ao online, os assessores de imprensa passaram a dispor de outros meios para potencializar a eficácia das suas ações. As redes sociais podem ser uma ótima ferramenta de trabalho para a assessoria de imprensa, tradicionalmente atuante no triângulo “produção de conteúdos – organização de eventos – relacionamento”.

As redes sociais servem não só para construir relações e estabelecer comunicação com jornalistas e bloggers como também para aprender mais sobre o que lhes interessa, e o que é que eles têm escrito ultimamente, havendo sérias hipóteses de encontrar a oportunidade para uma história entre essas interações. Usar o Facebook na assessoria de imprensa ajuda a impulsionar a produtividade global dos profissionais da nova era de RP.

A utilização das redes sociais deve obedecer a alguns critérios. Recomenda-se que o Facebook (seja) mais usado na assessoria de imprensa quando já existe uma relação (de preferência pessoal) com o jornalista ou blogger. Ou seja: se o assessor tiver “muitas relações pessoais com jornalistas, o Facebook pode ser um excelente meio para fazer um brainstorming acerca dos ângulos das histórias com os seus amigos jornalistas”; mas, se é a primeira vez que está a contactar o jornalista, deve “usar um meio diferente – como o telefone, o e-mail (o canal preferido pelos jornalistas), o Twitter ou o LinkedIn”.

Embora a ascensão das mídias sociais, e do Facebook em particular, desenhe um novo ambiente para a prática da assessoria, não interfere naquele que é considerado um dos pilares básicos da profissão – o relacionamento. Especificando, as novas tecnologias de informação não alteram a dinâmica do relacionamento, mas podem aumentar a sua importância por causa da velocidade da informação.

A elaboração do press release

Um dos instrumentos mais importantes da assessoria de imprensa é, sem dúvida, o press release, a nota de imprensa, o comunicado, ou, como é mais conhecido no Brasil, o release. Não há como negar. Mas será que o release mantém as mesmas características e a mesma importância com o uso massificado da internet e das redes sociais?

Startup Stock Photos

Comparando o press release e o tweet, o assessor de imprensa tem de estar tão confortável a redigir o documento oficial como nas redes sociais. O release deixou de ser uma ferramenta exclusiva do jornalismo e pode ser publicado numa página web, chegando simultaneamente ao cliente final e ao jornalista. Os profissionais de relações públicas usam (propositadamente) os sites para difundir press releases.

As duas grandes diferenças entre o ‘old’ e o ‘new’ release se encontram ao nível da distribuição/divulgação e do controle da eficácia. Os primeiros só eram conhecidos se a imprensa decidisse fazer uma história com eles, e a medida de controle era o clipping; agora, os profissionais enviam diretamente a informação aos seus públicos através da web, e a medida de eficácia deve centrar-se em descobrir se o release muda atitudes, opiniões ou comportamentos (através de estudos de opinião, por exemplo).

Mas foi através de um grupo de investigadores suecos, liderados por Peter Steyn, que se conheceu um novo termo no mundo da assessoria de imprensa: o Social Media Release (SMR). Segundo os autores, este novo instrumento é uma mistura entre o release tradicional e as redes sociais [social media]. O SMR surge como uma resposta à interatividade que as redes sociais proporcionam e inclui elementos que os jornalistas querem ver antes de criarem as suas próprias notícias. A nova ferramenta sobrevive na chamada ‘corda bamba’ entre o conteúdo e a tecnologia; por isso mesmo, os autores defendem que apenas passará a ser utilizada como procedimento convencional entre os profissionais das relações públicas se – e só se – os jornalistas o acharem fácil de utilizar e útil, e se tiverem facilidade em aceitar a evolução tecnológica.

A assessoria de imprensa vive um período de alterações e adaptações em termos de meios e de técnicas, suscitado pelo advento das redes sociais, embora o seu objetivo permaneça o mesmo: gerar notícias verdadeiras e benéficas para o cliente. Tendo em conta que se trata de um fenômeno recente (cerca de 15 anos), os profissionais ainda estão descobrindo as potencialidades deste novo meio, mas ainda há um longo caminho a percorrer. (Vasco Ribeiro, Francisca Campelo, Inês Rodrigues, Maria Marmelo e Marta Rocha – A assessoria de imprensa e as redes sociais: Estudo de caso sobre as mudanças no relacionamento fonte-jornalista e o processo de produção do press release »URL : http://journals.openedition.org/cp/1077)

Assessoria de imprensa para pequenos empresários

People hangout together at coffee shop

Um bom serviço de assessoria de imprensa pode ajudar sua empresa a estabelecer uma reputação no mercado, atrair talentos, aumentar a visibilidade e a credibilidade da marca, melhorar o moral dos funcionários, dos investidores e do próprio empreendedor, apoiar esforços de aportes de capital e, o que todo empresário quer, aumentar o leque de clientes e as vendas.

A parceria pode ser interessante em diversos estágios do pequeno negócio:
1. Lançar um novo produto ou serviço;
2. Aumentar a base de usuários e clientes;
3. Ajudar a conquistar um aporte de capital ou após essa conquista;
4. Ganhar atenção por uma nova tecnologia;
5. Entrar em um novo mercado ou região não atendida até então;
6. Posicionar a companhia para uma possível aquisição;
7. Anunciar uma fusão;
8. Celebrar resultados.

É importante usar a assessoria de imprensa quando o negócio precisa provar seu potencial para o consumidor, os investidores e o mercado de forma geral. E a melhor forma de fazer isso é estar presente nos espaços editoriais da mídia.
Vale lembrar que todo estímulo de marketing – e aí inclui-se a assessoria de imprensa – deve vir em camadas para um resultado mais eficiente.

A comunicação é mais efetiva quando ela é repetitiva e com credibilidade.

Por que investir em uma assessoria de imprensa ao invés de fazer o trabalho sozinho? Em primeiro lugar porque esse não é o foco principal do seu negócio. Então, como seu tempo provavelmente já é muito escasso, você não conseguirá destinar toda a energia necessária para que o trabalho alcance bons resultados.

Em um primeiro momento, pode até parecer fácil escrever um “press release”, mas profissionais de assessoria de imprensa usam linguagem precisa, estilo linguístico e construções que garantem a atenção dos jornalistas e a comunicação certa ao público-alvo da empresa. Essa tarefa, acredite, requer muito tempo. A meticulosidade inerente ao trabalho faz com que um release seja escrito por um primeiro profissional para, depois, passar por mais três ou quatro revisões. Isso pode demorar até três dias. Importante ressaltar que a comunicação com a mídia requer um rigor, um formato
e uma linguagem que muitas vezes o empreendedor não está acostumado.

Jornalistas recebem centenas de e-mails por dia e, para chamar a atenção deles, você precisará de:
1) um release bem escrito;
2) um bom relacionamento – algo que um assessor de imprensa eficiente tem e que faz toda a diferença.

Como o assessor conhece profundamente o perfil de blogs, sites, jornais e revistas, saberá direcionar seu release para os jornalistas mais adequados àquela pauta.

Empresas que não divulgam sua mensagem proativamente podem ficar de fora do radar dos consumidores, enquanto a concorrência ganha em cima dessa atitude, ou falta dela, melhor dizendo.

A assessoria de imprensa tem a capacidade de elaborar com mais eficiência a mensagem que a empresa quer transmitir e divulgar aos jornalistas e, por consequência, ao seu público-alvo. É o trabalho dessas pessoas, é o que fazem todo dia.
Ao fazer um release bem feito, a assessoria de imprensa acelera o expediente do jornalista, pois já faz parte do trabalho de apuração e facilita o contato com a empresa.
Na atual realidade, em que as redações estão cada vez mais enxutas e têm necessidade de gerar mais e mais conteúdo, há uma oportunidade e tanto de as empresas aparecerem ao se permitirem ter uma assessoria de imprensa como parceira do negócio.
O conteúdo hoje é gerado de forma colaborativa.

Simplesmente falar da sua empresa não é notícia – a menos que ela esteja chegando agora no mercado. Temas clássicos para um release:
1. O lançamento de um produto ou serviço;
2. A conquista de um novo aporte de capital;
3. Um crescimento relevante no faturamento ou no número de clientes em um determinado período de tempo;
4. A adoção de uma nova estratégia de negócio;
5. O aumento significativo do quadro de funcionários;
6. O desenvolvimento de uma nova tecnologia;
7. A entrada em um novo mercado;
8. Uma fusão ou aquisição;
9. A participação em um evento, liquidação, promoção, etc.

Além dos temas clássicos, se você conseguir dizer “sim” a algum dos itens listados abaixo, tem a possibilidade de transformar a sua mensagem em um release para a imprensa. A sua informação:

  • Transforma um tema complexo em dicas simples que podem ser seguidas?
  • Mostra como ideias, produtos ou serviços inovadores resolvem problemas comuns?
  • Conta casos de sucesso que podem servir de exemplo?
  • Dá orientações de como economizar ou ganhar dinheiro?
  • Inspira as pessoas a agir de forma diferente?
  • Traz um ranking (de maiores, melhores, etc.) de uma determinada categoria?
  • Ajuda a reinterpretar o passado de forma diferente?
  • Dá uma visão de como vai ser o futuro?
  • Desperta fortes emoções, como alegria, esperança ou compaixão?
  • Articula de forma lógica uma ideia que está no ar?
Erica e Ana .jpg
Erica Paes e Ana Paula Guedes

Fotos bem tiradas ajudam a conquistar as páginas editoriais dos veículos de comunicação. Nem sempre as equipes de sites e jornais têm disponibilidade para fotografar todas as pessoas que entrevistam ou todos os produtos que vão mencionar nas
reportagens.
Se você se antecipar e mandar para o jornalista, assim que ele
pedir, boas fotos de divulgação, aumentarão suas chances de
aparecer.

Dicas para produzir uma boa foto para a mídia:
1. Deixe as imagens com alta resolução – mín. de 300 dpi;
2. Use a criatividade. No caso de fotografar o dono da empresa, nada de fundo monocromático, como cara de foto 3×4. Escolha um cenário interessante;
3. Aproveite a luz do dia, que costuma deixar as fotos mais bonitas e evita a necessidade de flash;
4. Aposte na descontração na hora de fazer a pose – e sorria.

Indo além, não são apenas as fotos que podem aumentar o interesse do jornalista. Quando mais multimídia for o seu release, com vídeos e infográficos, mais informações ele conseguirá passar.

pexels-photo-261735

O que a assessoria vai fazer é:
1. Ajudá-lo a contar sua história;
2. Informar seu público-alvo sobre o problema que sua empresa resolve;
3. Mostrar o seu produto;
4. Aumentar a credibilidade da sua marca;
5. E até direcionar tráfego para a sua página na internet ou aumentar o número de downloads de um aplicativo, por exemplo.

Como consequência disso, claro, existe a possibilidade real de ganhos financeiros e aumento nas vendas. Mas a chave para o sucesso de qualquer ação de marketing está mesmo no potencial do seu negócio.

Importante ter em mente que os espaços editoriais de blogs, sites, jornais e revistas precisam ser conquistados.

O papel da assessoria de imprensa é apresentar aos jornalistas uma informação relevante para os leitores daquele veículo. Se essa mensagem tiver o apelo certo, uma boa história e o timing adequado*, provavelmente vai despertar o interesse do repórter para que ele escreva sobre sua empresa.
É diferente do que acontece na publicidade, quando você define cada detalhe do anúncio. A grande vantagem de sair nas páginas editoriais é a credibilidade desse espaço. Ele ganha nesse aspecto porque, para estar lá, sua empresa passou por
intermediários confiáveis do público-leitor: os jornalistas.

*TIMING ADEQUADO
Algumas razões que podem levar o seu release a não ser publicado:
– o veículo já falou sobre um assunto semelhante há pouco tempo;
– sua empresa já foi mencionada naquele veículo pouco tempo atrás.

De qualquer forma, esteja preparado para os “nãos”, porque eles podem surgir. Nem sempre a sua empresa terá o destaque que você espera no veículo que você deseja. Mas, ao insistir e manter o relacionamento com a mídia através da assessoria de imprensa, os resultados tendem a aparecer.

Assuma o risco para dar certo.
Como bom empreendedor você bem sabe que os riscos – muitas vezes – valem a pena.
Há casos em que uma inserção em um site pequeno e segmentado traz enorme repercussão. Já outra, em jornal de abrangência nacional, pode não trazer o resultado esperado. E o contrário também acontece.
Marketing de forma geral e assessoria de imprensa, especificamente, não são uma ciência exata. É um investimento de risco, que, em muitos casos, dá muito certo.

Workplace with notebook on black background

O serviço de assessoria engloba: 

1. Entender seu negócio e objetivos com assessoria de imprensa;
2. Ajudar na escolha de um contrato adequado ao seu segmento de atuação;
3. Elaborar um press release (2-3 dias úteis) para sua revisão e aprovação;
4. Segmentar mídia adequada e divulgar seu press release;
5. Monitorar os resultados na mídia;
6. Repetir a divulgação conforme sua necessidade.

Há possibilidade de contrato mensal com a nossa assessoria de imprensa, se houver divulgação contínua, ou contrato sob demanda, com certa regularidade, para manter uma presença constante na mídia, mas somente quando houver conteúdo relevante a ser divulgado.

É possível que uma pequena empresa não tenha novidades todas as semanas para contar aos jornalistas.

ENTRE EM CONTATO E DIVULGUE SEU NEGÓCIO DE UMA FORMA MAIS EFICIENTE NAS MÍDIAS SOCIAIS.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s